Empresarios da CPLP querem visto de longa duração e múltiplas entradas em Portugal

03 de maio de 2022

A+ A-

Já em 2019, a Camara de Comércio de Sotavento alegou ter perdido a paciência com o que, na altura, chamou de recusa continuada de vistos a empresários cabo-verdianos.

Na altura, o Conselho Diretivo prometeu mesmo interromper contactos com Portugal e encorajar os associados a procurarem outros parceiros e fornecedores.

Foi nas vésperas da cimeira bilateral Cabo Verde/Portugal, o assunto não terá ficado e cai agora na Confederação Empresarial da CPLP. 

Há cerca de 3 meses, em entrevista á RCV, o Presidente da Camara de Sotavento dizia ter recebido sinais positivos do embaixador de Portugal, mas o assunto, diz, extravasa as embaixadas, isoladamente.

Marcos Rodrigues prefere, por isso falar em dificuldades decorrentes de compromissos que Portugal tem, ao invés de acreditar em descaso por parte das autoridades portuguesas.

O presidente da CCSS mostra-se confiante em como o problema de vistos para Portugal a empresários da CPLP vai ficar resolvido no encontro de Benguela, ainda sem data marcada. Os empresarios querem, no mínimo, visto de longa duração. 

 

RTC Online, com RCV

Artigos Relacionados

Programação

Mais Acedidos

Últimos Vídeos

Últimos Áudios