Coordenadora projecto BERC - Luso considera robustez da legislação como peça fundamental para a investigação biomédica no país

08 de abril de 2022

A+ A-

A coordenadora do projecto BERC - Luso defendeu hoje na Praia, que a peça fundamental para a investigação biomédica no país é uma legislação robusta. Maria do Ceu Neves falava durante a conferencia "A importância da investigação biomédica em Cabo Verde", prática considerada pelo PCA da ERIS como um desígnio nacional e um compromisso de todos os sectores.

Hoje cada vez mais a pratica clinica está ligada a investigação de qualidade, que so é possível com ensaios clínicos. Ensaios que qualificam os serviços, os profissionais e que permitem melhor cuidados à população, como tal é um desígnio de qualquer país e cabo verde nao foge a regra, diz.

O PCA da ERIS - Entidade Reguladora Independente da Saúde, Eduardo Tavares, que defende que a investigação biomédica deve ser tomada como um compromisso a todos os sectores.

Um processo continuo ao qual o país tem de ser adaptar e para tal segundo o Secretario de Estado Adjunto do Ministro da Saúde é preciso uma visão estratégica a medio e longo prazos sobre o que o país pretende em matéria de investigação medica. E é aqui que entra o projecto BERC Luso, para sensibilizar e capacitar os atores e intervenientes no processo de investigação biomédica sobre a importância deste tipo de investigação, sua regulamentação e quadro legal...um quadro legal que se quer robusta.

Neste particular adverte Maria do Céu é importante evitar facilitismos, pois afastam investigação de qualidade e sobretudo investidores que querem ter as suas investigações protegidas legalmente para que possam ser reconhecidas.

Programação

Mais Acedidos

Últimos Vídeos

Últimos Áudios