Condutores profissionais de Santiago ameaçam com três dias de paralisação

05 de novembro de 2021

A+ A-

Os condutores profissionais ameaçam com uma paralisação de três dias, a partir de 15 deste mês, se até lá não estiver desfeito o impasse a volta dos preços dos transportes para o interior de Santiago, na sequência do aumento dos combustíveis.

O presidente do Sindicato que representa a classe alega que os sucessivos aumentos estão a ser incomportáveis. Domingos Tavares lembra que os transportes terrestres também prestam serviço público, e lamenta o que considera um descaso das autoridades.

Diante do que considera ser intervenção indevida da Polícia Nacional perante o aumento unilateral dos preços, os condutores decidiram partir para uma manifestação já esta segunda-feira, e não descartam uma paralisação geral, conta Domingos Tavares.

Tavares diz que a atuação da Polícia não conta com o aval da Direção dos Transportes Rodoviários, conforme lhes garantiu a Diretora-Geral.

A manifestação deve ocorrer na Praia, em Santa Catarina, Santa Cruz e São Domingos e contam com a adesão de condutores profissionais de todo o interior de Santiago.

Segundo Domingos Tavares, são mais de mil as famílias diretamente afetadas pela redução dos rendimentos dos hiacistas, na sequência do aumento dos preços dos combustíveis.

 

RTC Online, com RCV



Artigos Relacionados