TICV vai continuar a operar e avança com a programação de voos para o verão

17 de maio de 2021

ART da Transportadora Interilhas de Cabo Verde - TICV [foto Décio Barros]
A+ A-

A Transportadora Interilhas de Cabo Verde, TICV, vai continuar a operar e já entregou à agência de aviação civil a programação para a época de verão de 2021, a vigorar a partir desta segunda feira, 17 de maio. A Companhia aérea aguarda neste momento, a autorização do regulador cabo-verdiano.

O Diretor-geral da Transportes Interilhas de Cabo Verde, Luís Quinta, Director Geral da Transportes Interilhas Cabo-verdiana numa entrevista à Lusa disse que durante a última semana decorreram “várias conversações” entre os acionistas da espanhola Binter, que detém a companhia cabo-verdiana, e representantes do Governo, mas garante que nunca foi transmitido que a empresa iria cessar as operações.

A programação de voo da referida transportadora prevê a realização de 32 ligações semanais interilhas e depende apenas desse aval da agência reguladora, sendo que a companhia era, até agora, a única a operar no arquipélago. Esta programação também foi entregue à Agência de Aviação Civil.

Luís Quinta preferiu não comentar o teor do comunicado do Governo cabo-verdiano, que na sexta-feira justificou a escolha da companhia angolana BestFly para assumir a concessão emergencial, por seismeses, do serviço público de transporte aéreo interilhas em Cabo Verde, com a alegada cessação da actividade da Transportes Interilhas Cabo-verdiana.

Em 2020, os voos domésticos em Cabo Verde, operados apenas pela TICV, movimentaram cerca de 125 mil passageiros, menos 286 mil (-230%) face ao ano anterior, devido às restrições impostas pela pandemia de Covid-19.

Entretanto, a BestFly iniciou hoje o período de concessão por seis meses, prevendo realizar 30 voos domésticos na primeira semana de operação.