Parlamento cabo-verdiano debate "Os ganhos e desafios do sector da saúde em tempos da Covid-19"

10 de fevereiro de 2021

Parlamento - Assembleia Nacional
A+ A-

 

O debate sobre "os Ganhos e Desafios do Setor da Saúde em Tempos da Pandemia COVID-19" agendado pelo MpD marca o início da sessão plenária da Assembleia Nacional a partir das 9 Horas.

 

O deputado António Monteiro disse ao Primeiro Jornal que os deputados da UCID participam no debate com espírito criativo e disponíveis para contribuir para a melhoria do sistema nacional de Saúde.

Celeste Fonseca, do MpD, que faz agendar o debate em regime de urgência, sustenta que a intensão primeira é informar a população. A deputada está convicta de que há imensos ganhos no sector da saúde e lembra da muito falada a questão da isenção das taxas moderadoras.

O líder do grupo parlamentar do PAICV pede que ao governo partilhar com os cabo-verdianos, essencialmente, duas questões: o plano para a vacinação e onde e que tipo de vacina vai ser adquirida.

O ministro da Saúde e da Segurança Social reconhece que quanto mais pessoas sejam vacinadas melhor. o objectivo é partilhado por Arlindo do Rosário, em declarações à imprensa, depois de um encontro com os embaixadores europeus ocorrido ontem.

Arlindo do Rosário confirma que as primeiras vacinas devem chegar ainda neste primeiro trimestre e são destinadas, sobretudo, para o pessoal da saúde com uma atenção especial para os que estão na linha da frente.

Cabo Verde, diz o ministro da Saúde, tem estado aberto e à procura de vacinas para lá do COVAX, o mecanismo global de distribuição de vacinas de que a União Europeia é o principal financiador com uma contribuição global de 850 milhões de euros.

Arlindo do Rosário reconhece que há contactos com países produtores da vacina contra a Covid-19 incluindo com a Rússia e a China.

Contas feitas a aquisição de vacinas fora do mecanismo COVAX vai ser possível com a linha de financiamento do Banco Mundial.

Cabo Verde conta com a contribuição de 417 mil euros, disponibilizados pela União Europeia no quadro da Organização Mundial da Saúde e beneficia ainda do programa da Organização Oeste Africana de Saúde para o combate à Covid-19 em que a União Europeia 4 milhões de euros.

 

RCV/Praia - Edição para disponibilização online - RTC Multimédia (Estagiária - com supervisisão)

Declarações de António Monteiro - UCID