Câmara Municipal da Praia reativa Casa Padja com exposição de fotografia sobre o Carnaval

05 de fevereiro de 2021

A+ A-

A Câmara Municipal da Praia decidiu cancelar a habitual Feira de Cinzas e realizar gratuitamente, no quadro das restrições impostas pela pandemia, uma exposição fotográfica intitulada “memória do carnaval”, que estará patente ao público na Casa Padja e de 13 a 27 de Fevereiro e uma apresentação dos grupos de carnaval no Parque 5 de Julho, também no dia 13.

Decisões da Câmara, que surgem um dia depois do anúncio do Governo de não decretar tolerância de ponto, face à atual evolução da Covid-19, e de proibir as manifestações culturais, assim como manifestações espontâneas individuais, habituais neste período festivo.

O executivo liderado por Francisco carvalho não discorda da decisão, mas crítica outras actividades do Governo que estão a gerar aglomeração e evidencia a diferença sanitária entre Praia e São Vicente.

Ontem, o Governo anunciou que não vai conceder tolerância de ponto no período de Carnaval e Cinzas, como forma de evitar aglomeração de pessoas e evitar a propagação da Covid-19. Ficam proibidos assim desfiles e festas públicas e privadas, tal como manifestações espontâneas individuais típicas do carnaval.

Medida, que, na capital do país é justificada pelo Governo com a necessidade de se evitar a mobilidade costumeira nesse período entre Praia e o interior de Santiago, precavendo-se, assim, o alastramento da pandemia a outras localidades.

Decisão, que leva a Câmara Municipal da Praia a criticar outras situações, diz a vereadora de Ação Social, Chissana Magalhães, mas da qual o executivo camarário não discorda.

Ou seja, para a amara não pode haver dois pesos e duas medidas. Fora isso, e face à manifestação de interesse dos carnavalescos na capital, avança a vereadora, decidiu-se realizar um exposição para resgatar a memória do carnaval que vem do século XX, no espaço da Casa Padja, que é assim reativada.

Um mini espectáculo de carnaval e uma apresentação no Parque 5 de Julho, dentro das medidas de segurança sanitária, explica, Chissana Magalhães, fazem um segundo momento.

Câmara lamenta que alguns operadores se tivessem preparado para a Feira de Cinzas, mas, dada a situação que aponta para um aumento na Praia da Covid-19 nos últimos dias, o habitual evento é cancelado.

A entrada nos espectáculos será grátis e a distribuição será feita antecipadamente.

Recorde-se, que Cabo Verde registou antes de ontem mais uma morte provocada pela covid-19 e, ontem, 76  novos casos de infecção em 821 amostras analisadas. Sobe, assim para 135 o número de mortes e 14.290 os casos positivos.

Reportagem RCV com jornalista Cândido Fortes