Primeiro-ministro considera que a diplomacia caboverdiana está "ativa, credível e com ganhos em várias frentes"

27 de janeiro de 2021

Ulisses Correia e Silva, Primeiro-ministro de Cabo Verde
A+ A-

Primeiro-ministro critica o anti-patriotismo da oposição cabo-verdiana, ao tentar ligar o Governo e o MPD á extrema direita. Ulisses Correia e Silva falava no arranque do debate mensal com o Chefe do Governo, no Parlamento, desta feita dedicado á política externa cabo-verdiana, tema agendado pela UCID. O Chefe do Executivo sublinhou que a diplomacia cabo-verdiana está ativa, credível e com ganhos em várias frentes.

O Primeiro-ministro sublinhou que hoje a diplomacia cabo-verdiana aplica uma abordagem ajustada à nova era de relações onde a filosofia dos ganhos mútuos entre os países é a orientação principal. "Este mundo já não é o do movimento dos não alinhados e é com este enquadramento que Cabo Verde se relaciona com os parceiros",  realça o Chefe do Governo.

Ulisses Correia e Silva garante que a aposta na integração regional tem sido forte, através do reforço da participação de Cabo Verde em todas as instãncias da CEDEAO e da União Africana.

Na diplomacia económica foram assinados vários acordos para se evitar a evasão fiscal e a dupla tributação bem como  acordos de promoção e proteção de  investimentos, afirmou o Primeiro-ministro que citou também os vários eventos internacionais realizados na Praia, São Vicente e  Sal com impacto positivo na notoriedade do país e na economia.

Assim considera que a atitude da oposição de sujar a imagem do país e das instituições nacionais não traz ganhos a Cabo Verde.



Artigos Relacionados