São João na Brava: Missa denominada "Bespa de São João", seguida de cortejo de tamboreiros com o festeiro Jorge Carlos Fonseca

24 Junho de 2024

A+ A-

Na ilha Brava, as festas de São João deste ano contam, mais uma vez, com muitos emigrantes, sobretudo vindos dos Estados Unidos da América.

Ontem à noite houve a missa denominada “bespa de São João”, seguida do cortejo de tamboreiros com o festeiro Jorge Carlos Fonseca. 

Já caiu a noite, terminou a missa de “bespra Nho Sanjon” [véspera de São João]. Os tamboreiros partem da igreja em direção à praça de Nova Sintra. No Centro da multidão que dá forma ao cortejo, está o festeiro, Jorge Carlos Fonseca, carrega, a bandeira de São João.

O ritual é muito concorrido. Junta pessoas de todas as idades. No ar vários telemóveis exibem em videochamadas o momento para quem ficou na terra longe. Vê-se lagrimas, muitas lágrimas nos olhos de quem está do outro lado da chamada.

De bandeira em punho, O festeiro vive tudo intensamente. É com satisfação, nota que apesar das dificuldades em se chegar à Brava, os emigrantes estão, por aqui, aos montes.

Depois de uma grande volta a contornar a praça, a bandeira é novamente levada à Igreja. 

Os bravenses, quer sejam os residentes, ou aqueles que chegam da emigração, dizem-se satisfeitos com a sua festa de São João.

O ponto alto das festas de São João na Brava é hoje com a celebração da missa às 11h00, seguida do almoço. Mas o dia começou bem cedo com a vestida do mastro no cutelo.

Ouça, em baixo, a notícia completa com o jornalista Benvindo Neves

Pode Interessar

Programação

Mais Acedidos

Últimos Vídeos

Últimos Áudios