Faleceu hoje em São Vicente o artista Natch aos 62 anos

15 Junho de 2024

A+ A-

Natural de São Tomé e Príncipe, de onde veio com apenas 6 anos para a cidade do Mindelo, Eugénio Costa Santos, conhecido por Natch, de 62 anos, era uma artista quase desconhecido. Descoberto nas praias de São Vicente a cantar descalço pelo músico Manuel di Candinho, Natch deixa um trabalho gravado .

Manel d´Candinho, produtor de “Natch Benção”, o único trabalho em disco de Eugénio Costa Santos, recorda Natch como homem de coração bom, um artista dotado de uma capacidade artística invulgar. “Ele não teve sorte. Ninguém conseguiu entende-lo e ele não conseguiu, também, não entender ninguém. Mas o seu trabalho mostrou o seu talento e todo o seu potencial

Manel d´Candinho acompanhou Natch na digressão a Europa,  e testemunha a forma como que Eugénio Costa Santos, também foi acarinhado por onde andou. O antigo diretor musical de Natch não tem dúvidas de que com um pouco mais de sorte Natch teria palmilhado novos e valiosos palcos. “Num concerto que demos em Évora, Portugal, estava lá presente o manager do senegalês Youssou N'Dour, que no fim do concerto mostrou interesse em levar Natch para outros palcos”, acrescenta Manel d´Candinho.

Mindela Soares é uma das vozes femininas que participaram no disco de estreia de Natch, com quem também dividiu o palco por diversas vezes. “O sonho de Natch era ter um disco, e o seu único trabalho discográfico tinha grande significado para ele. Infelizmente ele partiu, mas deixou um grande disco, feito com muito amor e apoio de muitas pessoas”.

Um talento ímpar que Cabo Verde acaba de perder.   O baixista Djimmy Silva, amigo e ex colega também lamenta morte de Natch. “Natch tinha uma voz fora de serie. Ele cantava e encantava”.

Figura, do grupo Kings, diz que o sonho do Natch era gravar um CD...sonho realizado.

O trabalho discográfico “Natch Benção” com 9 mornas e coladeiras, a foi gravada na cidade da Praia, onde Natch passou alguns meses. A orquestração esteve a cargo do instrumentista Manel d’Candinho, 

O trabalho conta com o acompanhamento de Palinh Vieira, que executa o violão, viola de 12 cordas, cavaquinho e baixo -, Totinho em sax soprano, Rob Leonardo – percussão – e o coro pelas vozes de Steffy Lima e Mindela Soares. Já Manel d’Candinho faz a direção artística e toca violão e piano. 

Faleceu hoje, também, em São Vicente, o Dj Paulão, muito popular nos eventos de massa.

Ouça, em baixo, a noticia completa com declarações de Manel d´Candinho, Mindela Soares e Djimmy Silva

Pode Interessar

Programação

Mais Acedidos

Últimos Vídeos

Últimos Áudios

Videos que pode Interessar