ERIS garante que pó de talco é seguro, apesar de mais de 30 mil ações judicias contra este produto

18 de agosto de 2022

A+ A-

A responsável pela regulação dos produtos cosméticos da Entidade Reguladora Independente da Saúde, ERIS, garantiu hoje (18) aos cabo-verdianos que o uso do pó de talco é seguro.

Depois de a empresa americana Johnson ter suspendido a venda deste cosmético, a partir do próximo ano,  muitas são as vozes que especulam sobre as verdadeiras razões por detrás desta decisão. A empresa sofreu 38 mil ações na justiça por causa do produto. As queixas vinculam a utilização a longo prazo do pó de talco ao desenvolvimento de cancro, embora a farmacêutica continue a negar que o produto seja a causa.

Os motivos da empresa americana, tranquiliza Nélida Silva, são de natureza comercial, não havendo nada que comprove que o pó de talco faz mal à saúde.

Cabo Verde não integra a lista  de países onde o pó de talco deixa de ser comercializado. Daí que os operadores não estão proibidos de importar este produto cosmético que, reitera Nélida Silva, não tem causado efeitos indesejados.

Ainda assim, garante estar a ERIS a acompanhar a situação com todas as reservas que ela implica.

 

RTC Online, com RCV

Artigos Relacionados