Notícias

Africa tem mais telemóveis que EUA e Europa


21 Out 2013 Economia


O relatório do Banco Mundial diz que os 650 milhões de telefones existentes em África são fundamentais para desenvolver o continente e colmatar a falta de infraestruturas.



A forte expansão dos telemóveis em África atrai também o interesse das operadoras de telecomunicações, com a maior parte dos países a terem pelo menos três empresas nesta área, o que, no total, representa uma subida de mais de 10% na oferta entre 2008 e 2010, período em que o número de operadores passou de 158 para 175.

"Em certos países africanos, há mais pessoas com acesso a um telemóvel do que a água corrente, uma conta bancária ou luz eléctica”, pode-se ler no relatório do Banco Mundial.

Os telemóveis estão a ser usados como plataforma de acesso à internet, a aplicações e a serviços governamentais, por isso “os 650 milhões de aparelhos móveis existentes no continente no ano passado transformam África na região do mundo em crescimento mais acelerado”.

O sector oferece emprego a 5 milhões de pessoas e contribui com 15 mil milhões de dólares de receitas fiscais para os governos nacionais.

De acordo com a consultora Manifest Mind, o sector vai passar de 60 mil milhões de dólares, para mais de 230 mil milhões em 2020, o que representa uma taxa de crescimento médio acima de 20%.

Em Cabo Verde, de acordo com a Telegeography, 80 por cento da população têm telemóvel.


Comentários

Pesquisar