Notícias

Plástico recolhido durante os Jogos Africanos de Praia, vai ser enviado para a fábrica de azulejos no Paúl


21 Jun 2019 Desporto

Todo o plástico recolhido na praia de Santa Maria, durante os Jogos Africanos de Praia, vai ser enviado para a fábrica de Azulejos no município do Paúl, Santo Antão.

Para isso, a Câmara Municipal do Sal tem no terreno cerca de 20 agentes de saneamento a trabalharem 12 horas por dia, na recolha dos resíduos.

José António não para, na praia de Santa Maria, deambula de um lado para outro, sempre com um enorme saco transparente pendurado as costas. A sua tarefa e recolher tudo o que seja lixo que deixado no areal.

José António e apenas um dos cerca de 20 trabalhadores contratados para este serviço. São facilmente identificados. Alem do saco transparente, e das luvas, trazem sempre vestidos coletes reflectores. O empenho com que fazem o trabalho e notório.

Deixamos José e um pouquinho mais a frente encontramos mais um colega dele, de nome Lopes Vaz. Vaz, tal como José, gosta desse trabalho e não vê defeitos.

A ideia resulta de um esforço de três entidades. No terreno, a coordenação e feita por Rogério Martins, técnico dos serviços de Saneamento da Câmara do Sal.



A recolha e feira de manhãzinha até a noite. Ali mesmo na Praia, há um depósito com a forma de uma tartaruga gigante. E ali que são depositados todos os resíduos. O material de plástico seguira para Santo Antão, como matéria-prima para a fábrica de Azulejos.

Vontade e empenho o não tem faltado aos agentes de saneamento responsáveis pela recolha dos resíduos, mas cada um que esteja na praia de Santa Maria pode colaborar, depositando as suas garrafas e outros materiais descartáveis directamente na tartaruga ecológica. Esta lá, quietinha no meio de areal e nunca foge para o mar.


Reportagem RCV com jornalista Benvindo Neves


Relacionados

Comentários

Pesquisar