Notícias

Câmara de Comércio de Sotavento acredita que é possível continuar em 2018 a melhorar o ambiente de negócios em Cabo Verde


Jorge Spencer Lima - Presidente da Câmara de Comércio Industria e Serviços de Sotavento
03 Jan 2018 Economia


O Presidente dessa agremiação comercial cita a última posição de Cabo Verde no relatório do Doing Business, do Banco Mundial, para mostrar que o país ainda se encontra no fundo do poço.


Jorge Spencer Lima reconhece, no entanto, que há indicadores que evidenciam uma recuperação no desempenho económico do país.
 
O representante dos patrões da região de Sotavento aponta como ponto fraco da economia cabo-verdiana a questão do financiamento, uma fragilidade que advém da dimensão do mercado. Spencer Lima dá o exemplo do turismo, setor que a banca olha com cautela.

Também na indústria o problema parece ser o mesmo, faltam investimentos. Jorge Spencer Lima afirma que a Câmara de Comércio de Sotavento apresentou ao Governo, no final do ano passado, um estudo detalhado sobre o setor, com propostas de incentivo, faltando agora passar das palavras aos atos.
 
No entanto, uma coisa é certa, diz o Presidente da Câmara de Comércio de Sotavento, sem investimentos não há crescimento económico e muito menos criação de empregos de qualidade.
 
O Presidente da Câmara de Comércio de Sotavento enaltece, ainda assim, os esforços do Governo na mobilização de financiamentos externos para a competitividade da economia cabo-verdiana.
 
Jorge Spencer Lima dá como exemplo o recente acordo rubricado entre o executivo e o Banco Africano de Importação e Exportação, AFREXIM-BANK, para a disponibilização de uma linha que poderá ascender aos 55 milhões de contos para o financiamento das empresas cabo-verdianas.


MCSA  - RCV


Reportagem RCV


Relacionados

Comentários

Pesquisar





Inquérito Online



Newsletter