Projecto contra desertificação prevê plantar mais de 50 mil árvores


Fotos: Ilustração
17 Jun 2010 Sociedade

A informação foi avançada pela Inforpress e creditada ao Director-Geral do Ambiente, Moisés Borges, hoje (17), Dia Internacional do Combate à Seca e a Desertificação, que é assinalado sob o lema “Regenerar o solo em qualquer lugar é regenerar a vida em todo o lugar”.

Uma campanha nacional para a plantação de árvores de mais de 50 mil árvores está deve acontecer na época das chuvas que se aproxima, realizada pelo Ministério do Ambiente, Desenvolvimento Rural e Recursos Marinhos (MADRRM).

A informação foi avançada pela Inforpress e creditada ao Director-Geral do Ambiente, Moisés Borges, hoje (17), Dia Internacional do Combate à Seca e a Desertificação, que é assinalado sob o lema “Regenerar o solo em qualquer lugar é regenerar a vida em todo o lugar”.

“Pelas vicissitudes do clima, há uma tendência para o avanço da desertificação mas Cabo Verde ao longo dos anos vem dando um combate sério a esse fenómeno”, segundo Borges acrescentando que todo o trabalho de conservação de solo, nomeadamente, diques, banquetes, campanhas de plantação de árvores, feito ao longo dos anos, constitui uma resposta a esse flagelo.

Para complementar, o Governo prevê que em todas as ilhas, nas épocas das chuvas, o MADRRM possa produzir e fixar uma quantidade de plantas para auxiliar nessa luta titânica que é combater os avanços da desertificação em Cabo Verde”, conforme o Director.

“Estamos a falar de quantidades que possam ultrapassar os 40 ou 50 mil plantas a serem fixadas este ano. Isso claro, para além daquilo que o Ministério faz normalmente a cada ano a nível das delegações em termos de árvores florestais”, explicitou.

Comentários

Pesquisar