Notícias

Celestino Almeida, 60 anos dedicados à arbitragem


Celestino "Didi" Almeida
18 Set 2019 Desporto

Quando se fala da história da arbitragem em Cabo Verde há um nome de referência obrigatória: Celestino Almeida. Tem 82 anos, foi o primeiro árbitro cabo-verdiano a dirigir um jogo fora do país.

Começou a apitar ainda nos anos 60 em São Vicente, depois continuou na ilha de Santiago. Quando deixou de apitar, começou uma longa carreira como formador de árbitros. Didi Almeida, como é conhecido, lembra como e quando tudo começou.

O bom nível de arbitragem mostrado em São Vicente, teve continuidade na cidade da Praia, para onde Celestino Almeida se transferiu quando ainda tinha 34 anos.

Contas feitas, entre arbitrar jogos e preparar os outros para serem árbitros, Celestino Almeida dedicou Seis décadas à arbitragem: uma vida!

Gratificante também foi a homenagem que recebeu no último sábado, pela Federação Cabo-verdiana de Futebol, pelos anos todos dedicados a arbitragem

Celestino Almeida nasceu em 1936, às portas de completar 83 anos, deixa de ser instrutor de árbitros, mas garante que, até morrer, não vai parar.

Celestino Almeida, figura incontornável da arbitragem cabo-verdiana. Pode dizer também, figura grande do ténis nacional, tendo sido um dos que proporcionaram o desenvolvimento dessa modalidade na cidade da Praia.


pub

Comentários

pub

Pesquisar