Notícias

Cabo Verde entra a ganhar no Afrobasket Feminino

  • Jade Leitão, capitã da Seleção Nacional
  • Joseana Vaz, jogadora de GDESSA - Barreirro GDESSA (Portugal)
  • Alexia Barros
12 Ago 2019 Desporto

A Seleção Nacional de Basquetebol, sénior feminina, estreou – se, ontem, no Afrobasket 2019, com uma vitória de 64 a 57 frente à formação do Quénia. Afrobasket iniciou sábado dia 10 e decorre até 18 de agosto em Dakar, Senegal.

Cabo Verde esteve à frente do placar desde o início da partida, sendo que no primeiro período vencia por 16-12 e no segundo período por 32-23.

Já no terceiro período a seleção nacional feminina comandava o encontro com 53-37, tendo fechado a partida no quarto período com o resultado de 64-57.

Em destaque para Cabo Verde, Alexia Barros foi melhor pontuadora do jogo com 19 pontos. Capitã Jade Leitão com 17 pontos, 5 assistências e 4 roubos de bola. E também, Joseana Vaz com 12 ressaltos (máximo individual no jogo), e 11 pontos. De resto, uma jogada de Joseana Vaz foi selecionada pela FIBA como Melhor Jogada da 2ª jornada.


As meninas, treinadas pelo selecionador nacional António Moreira, Zola, voltam a entrar em campo nesta terça-feira para defrontar Moçambique, para a 2ª jornada do grupo D da competição. É o jogo da disputa da liderança do grupo, que dá acesso directo as quartas-de-final.

No jogo inaugural do grupo D, no sábado (10), Moçambique venceu Quénia por 55 x 39. Com duas derrotas Quénia está afastada a passagem a próxima fase.

O Afrobasket 2019 feminino conta com 12 seleções nacionais, divididas em 4 grupos de 3 equipas cada. As melhores equipas de cada grupo avançam diretamente para as quartas-de-final. As equipes classificadas como segunda e terceira disputarão uma jornada de qualificação para as quartas-de-final.

Resumo do jogo


Reportagem RCV


pub

Vídeos Relacionados

Comentários

pub

Pesquisar