Notícias

Adiado Campeonato Nacional de Atletismo Sub 20


27 Mar 2019 Desporto

Está adiado o Campeonato Nacional de Atletismo sub 20. A competição estava marcada para os dias 06 e 07 de Abril, no Estádio Nacional, na Cidade da Praia, mas não vai acontecer nessa data.

A Federação Cabo-verdiana de Atletismo justifica o adiamento com a falta de condições financeiras. Uma dificuldade que advém do facto de a Direcção Geral dos Desportos estar a exigir o estatuto de Utilidade Publica para todas as Federações, para poder assinar contratos-programa. O processo ainda não está concluído, daí que não há dinheiro para custear o campeonato, explica o presidente da Federação, Alfredo Lima.

A Federação neste momento não tem dinheiro para o Campeonato Nacional de Atletismo Sub 20, e nem mesmo para custear a participação de atletas nacionais no Campeonato Africano da Categoria. Por isso, diz Alfredo Lima, é urgente a resolução do processo de Utilidade Publica para a Federação.

Para Alfredo Lima, o adiamento do campeonato não é nada de mais. O presidente da FCA acredita que brevemente será marcado nova data, assim que estiver concluído o processo de utilidade pública para essa Federação.

O Campeonato Nacional de Atletismo, Sub 20, masculino e feminino já não acontece nos dias 06 e 07 de Abril. A competição ainda não tem uma nova data. Só quando estiver concluído o processo de Estatuto de Utilidade Publica para as Federações.

Há cerca de duas semanas, a Federação Cabo-verdiana de Xadrez também anunciou a suspensão do calendário desportivo que tinha previsto para esta época por causa, precisamente, do atraso verificado na assinatura do contrato-programa com a Direcção Geral do Desporto.

Contactado, o Director-geral do Desporto, Anildo Santos, remeteu-nos para o comunicado que a entidade emitira há cerca de duas semanas.

Nesse comunicado pode-se ler que “o atraso que se verifica deve-se a alterações concertadas em sede do Conselho Nacional do Desporto e validadas em Conselho de Ministros de Janeiro de 2018 e que entrou em vigor a partir da época desportiva em curso (2018/2019). A DGD lembra que, conforme Decreto-lei no 6/2018 de 10 de Janeiro, passa a ser exigido às federações o Estatuto de Utilidade Pública Desportiva, para que essas possam candidatar-se aos fundos públicos para o desporto. A medida, lese ainda na nota, enquadra-se no processo de reforma em curso pelo MD/DGD, com vista à melhoria dos processos, bem como dotar o desporto nacional de uma melhor organização e funcionamento, dentro do sistema desportivo.


Reportagem RCV


pub

Vídeos Relacionados

Comentários

pub

Pesquisar