Notícias

COPAC "muito feliz" com participação cabo-verdiana na competição nos Jogos Mundiais da Special Olympic


[foto: Comité Paralimpico de Cabo Verde. Reprodução Facebook]
20 Mar 2019 Desporto

Duas medalhas de ouro e mais duas de prata, é este o resultado da participação de Cabo Verde nos Jogos Mundiais da Special Olympic, competição que terminou ontem em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos. O país esteve representado com 4 atletas.

Os resultados deixam muito feliz o COPAC - Comité Paralímpico Cabo-verdiano, conforme se nota das palavras do Secretário-geral, Elton Gonçalves.

E no meio desse profissionalismo, há um caso que merece especial destaque por parte do Secretário-geral do Comité Paralímpico Cabo-verdiano: o atleta Adérito Nunes adoeceu, mas mesmo assim, fez questão de continuar a competir.

Adérito Nunes foi prata nos 200 metros, nos 100 metros, já doente, quedou-se pelo sétimo lugar.

Quem brilhou ainda mais foi António dos Santos. Titio, como é conhecido, conquistou duas medalhas de ouro, uma nos 200 metros e outra nos 100.

Na classe feminina, Tamires Rodrigues conquistou uma medalha de Prata nos 100 metros. Ainda nos 100 metros, referencia também para Marlene Levy que roçou o pódio, ficou em quarto lugar.

A participação vitoriosa de Cabo Verde nos Jogos Mundiais Special Olympic deve mexer com a forma como sociedade cabo-verdiana ainda olha para as pessoas com deficiência intelectual, diz Elton Gonçalves.

Elton Gonçalves, em declarações há momentos à Rádio de Cabo Verde, a partir de Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos, país que recebeu os Jogos Mundiais Special Olympic, uma competição voltada para pessoas com deficiência intelectual. Cabo Verde participou com 4 atletas e ganhou 4 medalhas, duas de ouro e duas de prata, nas provas de atletismo de 100 e 200 metros.


Reportagem RCV


pub

Vídeos Relacionados

Comentários

pub

Pesquisar