Notícias

Nacional Futebol: Foguetões, Palmeira e Académica da Praia foram as equipas que mais facturaram na fase de grupos. Sal Rei ficou de bolsos vazios


16 Mai 2018 Desporto

Na contagem dos dias para a primeira mão das meias-finais, a RCV olhou para a primeira fase do campeonato, que terminou no passado domingo e fez as contas, acerca da quantia arrecadada por cada clube. O regulamento do campeonato, como temos vindo a anunciar, previa um prémio de 25 contos por cada vitória conseguida na primeira fase.

É já no próximo fim-de-semana a primeira mão das meias-finais do Campeonato Nacional de Futebol. Em Santo Antão Norte, os Foguetões recebem a Académica da Praia e, em São Vicente, Mindelense joga com a Palmeira do Sal.

Ora, Os Foguetões, a Palmeira e Académica da Praia foram as três equipas que mais facturaram. Os campeões de Santo Antão Norte conseguiram 3 vitórias, o que dá 75 mil escudos. A mesma quantia para Palmeira e Académica da Praia que, igualmente, obtiveram 3 vitórias na fase de grupos.

Mas, tendo em conta que a qualificação para as meias-finais valia 50 contos, Foguetões, Palmeira e Académica da Praia levam para os seus cofres 125 contos, cada. À essa quantia, junta-se mais 50 mil escudos, que é o subsídio entregue a todas as equipas pela participação no Campeonato Nacional de Futebol. Contas feitas, Foguetões, Palmeira e Académica da Praia vão receber 175 contos.

A seguir, há um lote de seis clubes que fizeram duas vitórias: Académica do Porto Novo, Mindelense, Belo Horizonte, Scorpion, Sporting da Praia e Vulcânico. Todas levam 50 contos. O Mindelense, por ter passado à fase seguinte, recebe mais 50, fica com 100 contos.

Com 25 mil escudos ficam as equipas do Barreirense e do Morabeza, por terem conseguido uma vitória. À isso, se juntarmos o subsídio de participação, levam 75 mil escudos.

Já, o Sal Rei saiu do campeonato com as mãos a abanar. Os campeões da Boa Vista foram a única equipa a não conseguir qualquer vitória no campeonato. Apenas dois empates. Recebem entretanto o subsídio de participação, 50 contos.

O regulamento prevê ainda que as duas equipas que se qualificarem para a final vão receber uma quantia de 100 mil escudos. O clube que se sagrar campeão nacional irá receber mais 200 mil escudos.
.
Nos prémios individuais, o melhor marcador da competição vai levar 25 mil escudos. Neste momento, o jogador mais bem posicionado para receber esse prémio é Xolote, da Académica do Porto Novo. Ele tem 7 golos, mas já não está no campeonato.

O guarda-redes menos batido irá levar também 25 mil escudos, assim como o melhor jogador da prova.

Benvindo Neves


Reportagem RCV com jornalista Benvindo Neves


pub

Vídeos Relacionados

Comentários

pub

Pesquisar

Encontre-nos no Facebook